8Beats: a gravadora de batidas criadas pela inteligência artificial

Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on novembro 4, 2023, 2:46 pm

Um jovem empreendedor de 21 anos, chamado Fernando Silva, decidiu criar seu próprio negócio enquanto ia dando um passeio. Ele estava caminhando e ouvindo música no fone de ouvido, mas não estava gostando muito do que escutava. Foi então que ele percebeu o desafio iminente no mercado fonográfico: como criar músicas para atender às demandas personalizadas das pessoas? “Eu percebi que era humanamente impossível o mercado atender aos gostos específicos de cada pessoa”, diz Silva. “Então eu quis estudar como a tecnologia poderia melhorar isso”.

Na época, as discussões sobre inteligência artificial estavam começando a ganhar destaque, especialmente com o surgimento do Chat GPT da OpenAI. Foi quando Silva decidiu se aprofundar mais nesse assunto e contratou um CTO especializado em inteligência artificial e música. Assim nasceu a 8Beats.

A 8Beats é uma gravadora em que todas as batidas e DJs são gerados por inteligência artificial. A parte humana entra na hora do cantor ou da cantora gravar em cima das batidas criadas pelo robô. “Queremos ser aliados da criatividade humana”, afirma Silva. “Não temos intenção de substituir a voz, apenas criar as batidas. Para a parte vocal, faremos parcerias com outros artistas”.

A primeira parceria foi feita com o funkeiro Kevin, o Chris, resultando numa nova versão da música “Se entrega e vem sem medo”. A batida foi criada pela DJ-IA (inteligência artificial) da 8Beats, conhecida como DJ DeeDee Beatz. “Nosso grande sonho é colocar o DJ DeeDee Beatz nas paradas de sucesso e continuar expandindo nosso negócio de forma sustentável, auxiliando cada vez mais músicos que desejam produzir novos sucessos”.

Mas como funciona essa inteligência artificial? Atualmente, ela é utilizada apenas internamente e responde a parâmetros escolhidos pela equipe da 8Beats. É possível selecionar o gênero musical e a quantidade de batidas por minuto e de instrumentos. O som vai sendo gerado por etapas, com a aprovação da equipe em cada uma delas. “Por exemplo, o cliente pode ouvir como fica com a guitarra e aprovar ou não”, explica Silva. “Depois ele aprova a bateria, em seguida o teclado, e assim por diante. Se não gostar, é só trocar o instrumento”.

Além disso, o DJ DeeDee Beatz também recebeu um avatar próprio, através de um desenho feito por uma equipe terceirizada. A ideia é replicar essa abordagem para os próximos DJs de outros gêneros musicais que serão criados pela empresa.

No futuro, a 8Beats pretende disponibilizar essas batidas e a ferramenta para criá-las ao público em geral. “Queremos desenvolver uma plataforma para artistas que ainda não possuem conhecimento em produção musical ou não sabem utilizar softwares de geração de música”, afirma Silva.

A 8Beats já tem planos claros de crescimento para os próximos anos em termos de receita. A meta é faturar 2 milhões, 5 milhões e 10 milhões de reais nos anos de 2023, 2024 e 2025, respectivamente. Atualmente, a receita vem principalmente dos royalties das músicas. Para o futuro, a estratégia é transformar os DJs de inteligência artificial em influenciadores digitais. “Estamos criando artistas da mesma forma que um artista comum”, destaca Silva. “Assim como um cantor ganha dinheiro com publicidade e merchandising, vamos criar nossa própria loja e buscar parcerias para as redes sociais do DJ”.

Fernando Silva é um empreendedor que já estuda sobre empreendedorismo há alguns anos, sempre focado em serviços digitais. Ele nasceu no Rio de Janeiro mas costuma se considerar itinerante, tendo morado em várias casas diferentes ao longo da vida. Atualmente ele está baseado em Madri, na Espanha. Em 2022, ele ingressou na Global Honor Entrepreneurship Society, um grupo formado por empreendedores da América Latina

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize