8Beats: A revolução da música personalizada com inteligência artificial

Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on novembro 4, 2023, 9:45 pm

Você já imaginou poder criar músicas personalizadas de acordo com o seu gosto? O empreendedor Fernando Silva, de apenas 21 anos, teve essa ideia enquanto caminhava e ouvia música no fone de ouvido. Insatisfeito com as opções disponíveis, ele percebeu que havia um desafio no mercado fonográfico: como atender às preferências individuais de cada pessoa? Foi assim que surgiu a empresa 8Beats, que utiliza inteligência artificial para gerar batidas e DJs.

No cenário atual, a inteligência artificial tem se tornado cada vez mais presente em diversas áreas. Recentemente, a tecnologia Chat GPT da OpenAI trouxe novas possibilidades para o mundo da música. Inspirado por essas discussões, Silva decidiu estudar profundamente o mercado e contratou um CTO especializado em Inteligência Artificial e música para tornar seu sonho realidade.

A proposta da 8Beats é unir a criatividade humana aos recursos da inteligência artificial. Nessa gravadora inovadora, todas as batidas e DJs são gerados por algoritmos inteligentes. Os cantores ou cantoras entram em cena dando voz às músicas criadas pelas máquinas. A empresa não pretende substituir os vocais humanos, mas sim proporcionar uma experiência única com suas batidas personalizadas.

Um dos primeiros artistas a trabalhar em parceria com a 8Beats é o funkeiro Kevin, o Chris. Juntos, eles lançaram uma nova versão da música “Se entrega e vem sem medo”, com uma batida produzida pela DJ-IA (DJ Inteligência Artificial) DeeDee Beatz. O objetivo é conquistar as paradas de sucesso e expandir o negócio de forma sustentável, auxiliando músicos que desejam produzir hits inovadores.

Mas como funciona exatamente essa inteligência artificial da 8Beats? Atualmente, ela é utilizada internamente e programada com parâmetros definidos pela equipe da empresa. É possível escolher gêneros musicais, quantidade de batidas por minuto e instrumentos. A música vai sendo gerada em etapas, permitindo que a equipe avalie e aprove cada elemento individualmente. Caso não gostem de algum detalhe, é possível realizar alterações nos instrumentos utilizados.

Além disso, a DJ-IA DeeDee Beatz possui sua própria identidade visual. Um desenho foi feito especialmente para representá-la, tornando-a reconhecível para o público. Essa estratégia será replicada para os próximos DJs que a empresa criar em diferentes gêneros musicais.

As metas da 8Beats são ambiciosas. A empresa já planeja faturar 10 milhões de reais anuais em três anos. A projeção de crescimento é a seguinte: faturar 2 milhões até 2023, 5 milhões até 2024 e chegar aos 10 milhões em 2025. Além dos royalties das músicas, a receita também deve aumentar com uma estratégia de transformar os DJs de inteligência artificial em influenciadores digitais. Assim como artistas tradicionais, eles poderão utilizar suas redes sociais para publicidade e merchandising.

Fernando Silva, apesar da pouca idade, já se dedica ao estudo do empreendedorismo há alguns anos. Nascido no Rio de Janeiro, ele se considera um nômade, tendo vivido em 14 casas diferentes. Atualmente, reside em Madri e faz parte da Global Honor Entrepreneurship Society, um grupo que busca incentivar o empreendedorismo na América Latina e alcançar os objetivos de desenvolvimento sustentável traçados pela ONU.

A 8Beats é um exemplo inspirador de como a inteligência artificial pode trazer inovação para o mercado fonográfico. Combinando tecnologia e criatividade humana, eles estão tornando possível a produção de músicas personalizadas e abrindo portas para novas oportunidades na indústria musical.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize