Anunciantes nas redes sociais serão obrigados a declarar uso de IA em propagandas políticas

Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on novembro 9, 2023, 3:44 am

A Meta, empresa-mãe do Facebook e Instagram, anunciou uma nova exigência para anunciantes que promovem questões sociais e políticas nas plataformas: eles terão que declarar se utilizaram Inteligência Artificial (IA) ou outro software para criar ou alterar imagens e áudios em propagandas políticas. Essa medida será implementada globalmente a partir do início do próximo ano.

De acordo com Nick Clegg, presidente de assuntos globais da Meta, essa mudança tem como objetivo evitar que anunciantes utilizem IA para fazer com que pessoas reais digam coisas que não disseram ou participem de eventos falsos. Além disso, os parceiros de verificação da Meta poderão rotular conteúdos como “alterados” se determinarem que foram criados ou editados de forma enganosa.

Essa iniciativa visa combater preocupações relacionadas ao uso da IA, especialmente durante períodos eleitorais, onde existe o risco de fraude. Outra gigante da tecnologia, a Microsoft, também está tomando medidas para controlar esse problema. A empresa planeja lançar ferramentas em 2024 que permitirão aos candidatos incluir “credenciais” em imagens e vídeos produzidos por eles. Além disso, a Microsoft formará uma equipe para ajudar as campanhas a combater ameaças baseadas em IA.

Com essas medidas, as empresas buscam aumentar a transparência na publicidade política nas redes sociais e garantir um ambiente mais confiável para os usuários. A regulamentação do uso da IA nesse contexto é essencial para preservar a integridade do processo democrático e evitar manipulações prejudiciais. É um passo importante no caminho para uma publicidade mais ética e responsável.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize