Inteligência Artificial: A Nova Estratégia no Diagnóstico Precoce do Câncer de Mama

Picture of Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on outubro 18, 2023, 6:44 am

O câncer de mama é uma doença que se tornou o mais comum no mundo, superando os casos de câncer de pulmão, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). No entanto, a tecnologia e, principalmente, a inteligência artificial estão trazendo uma nova estratégia para auxiliar no diagnóstico precoce dessa doença.

Algumas operadoras já estão realizando testes para aplicar a tecnologia, mas como exatamente funciona esse novo método para acelerar a descoberta do câncer de mama? Vamos entender melhor neste artigo!

Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), até 2022 foram diagnosticados no Brasil 66.280 novos casos de câncer de mama. Esses números alarmantes aumentam a importância do diagnóstico precoce, que aumenta as chances de cura e sobrevida das pacientes.

Uma pesquisa recente realizada por Daniella Castro Araújo, doutoranda do Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), utilizou um algoritmo de inteligência artificial (IA) para auxiliar médicos na interpretação de exames de sangue. Essa tecnologia pode identificar precocemente o câncer de mama.

A IA é utilizada para reconhecer padrões em grupos de pacientes com e sem câncer. Sua aplicação pode otimizar o agendamento dos exames de mamografia, beneficiando mulheres que têm dificuldade em ter acesso a esse tipo específico de exame.

Durante o desenvolvimento do método, foi utilizado um aplicativo que analisou bancos de dados do Hospital do Amor, em Barretos (SP), e do Grupo Fleury, uma rede de laboratórios em São Paulo. Foram analisados resultados de mamografias, exames de sangue e biópsias para diagnóstico preciso do câncer de mama.

Os pesquisadores separaram as mulheres em dois grupos: um grupo com a doença e outro sem. A análise dos exames de sangue realizados até seis meses antes do diagnóstico final teve uma taxa de acerto de 70%. Quando mais dados, como laudos e outros exames, são incluídos no histórico, a assertividade pode chegar a 90%.

Outra tecnologia semelhante foi desenvolvida pela empresa coreana Lunit®️ e está sendo testada no Hospital Beneficência Portuguesa. Nesse caso, a taxa de acerto no diagnóstico é impressionante: 97%.

Essa inteligência artificial faz uma análise das mamografias para detectar focos suspeitos de câncer de mama, como microcalcificações e nódulos mamários. Além disso, marca o ponto exato onde o possível tumor está localizado, facilitando a análise do médico.

A chegada da inteligência artificial traz esperança para um diagnóstico mais rápido e preciso do câncer de mama. Essa tecnologia pode ser uma aliada fundamental na luta contra essa doença tão frequente atualmente.

É importante ressaltar que o acompanhamento médico regular continua sendo essencial na detecção precoce do câncer de mama. A tecnologia surge como uma aliada valiosa para ajudar os profissionais da saúde nessa missão tão importante.

Se você gostou deste artigo sobre como a inteligência artificial contribui para o diagnóstico do câncer de mama, compartilhe com seus amigos nas redes sociais. A conscientização sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce é fundamental para combater essa doença.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize