Inteligência Artificial: ONU forma grupo consultivo para governança global das novas tecnologias

Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on outubro 26, 2023, 7:43 pm

Preocupado com o avanço acelerado da inteligência artificial, o secretário-geral da ONU, António Guterres, anunciou a formação de um grupo consultivo multilateral que vai apresentar propostas para a governança dessas novas tecnologias. O objetivo é maximizar os benefícios e diminuir os riscos envolvidos.

O potencial transformador da IA para o bem é algo difícil de imaginar, especialmente para economias em desenvolvimento. Essas tecnologias poderiam proporcionar um salto tecnológico e levar serviços diretamente às pessoas que mais precisam. Porém, também existem riscos como a disseminação de desinformação, estabelecimento de preconceitos e discriminação, vigilância excessiva, invasão de privacidade e fraudes.

Além disso, a IA pode minar a confiança nas instituições, enfraquecer a coesão social e até ameaçar a própria democracia. É fundamental compreender esses riscos e trabalhar para mitigá-los.

Um dos principais riscos apontados pelo secretário-geral é que a IA possa agravar as desigualdades mundiais e ampliar as lacunas digitais. Ainda assim, ele ressalta que essa tecnologia apresenta possibilidades incríveis juntamente com perigos potenciais.

Para garantir um uso responsável da IA, é necessário que as tecnologias sejam acessíveis a todos e utilizadas com cautela. Guterres destaca a importância de criar barreiras de segurança semelhantes às existentes em setores como energia nuclear.

O grupo consultivo será composto por especialistas de diversas áreas, como administração pública, setor privado, comunidade tecnológica, sociedade civil e mundo acadêmico. Esse grupo terá como missão estudar a forma de vincular as iniciativas de controle da IA já em andamento para formular recomendações sobre governança internacional. O objetivo é acelerar a implementação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

As recomendações servirão como base para os trabalhos da Cúpula do Futuro em 2024 e também para as negociações em torno da proposta de um Pacto Mundial Digital. É importante que todos os envolvidos nesse processo estejam alinhados para garantir uma governança responsável e eficaz da inteligência artificial.

A IA pode ser uma ferramenta poderosa para impulsionar o desenvolvimento econômico e social, mas é preciso gerenciá-la com cuidado. A criação desse grupo consultivo é um passo significativo na busca por soluções que maximizem os benefícios e minimizem os riscos dessa tecnologia inovadora.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize