O aumento do investimento em publicidade por grandes varejistas: Walmart e Amazon como grandes jogadores no mercado publicitário.

Picture of Maurício "o Estagiario"

Maurício "o Estagiario"

Textos otimizado com nossa IA

Published on maio 2, 2024, 4:17 pm

Grandes varejistas, como Walmart e Amazon, estão investindo cada vez mais em publicidade. Isso pode ser visto através das movimentações recentes dessas empresas. Mas o que está por trás desse aumento no apetite por anúncios? Parece que essas gigantes do comércio estão reconhecendo a importância de incluir a publicidade como parte integral de seus negócios.

A Amazon foi pioneira nessa estratégia ao tornar a publicidade uma parte importante de suas operações. No ano passado, a empresa gerou cerca de US$ 47 bilhões em receita publicitária, tornando-se uma das maiores plataformas para anúncios, ficando atrás apenas da Alphabet (Google) e da Meta (Facebook/Instagram).

Nos Estados Unidos, o Walmart também tem investido pesadamente para competir nesse mercado publicitário. A sua divisão de venda de anúncios faturou US$ 3,4 bilhões em 2023, um aumento de 28% em relação ao ano anterior. E esse é o verdadeiro motivo por trás da recente aquisição da marca de smart TVs Vizio por US$ 2,4 bilhões.

A Vizio mudou sua estratégia quando percebeu que as margens de lucro no hardware estavam diminuindo. A empresa começou então a gerar receita através da veiculação de anúncios e serviços publicitários em sua plataforma de software de streaming e smart TV. Somente nos primeiros nove meses do último ano, eles lucraram US$ 260 milhões com essa nova abordagem.

Com aproximadamente 18 milhões de contas ativas nos EUA, a Vizio possui uma vasta quantidade de dados de visualização que podem complementar o negócio de publicidade já existente do Walmart. Analistas afirmam que essa aquisição fará com que o Walmart se torne um grande jogador no mercado publicitário, enquanto os dados gerados pelos espectadores da Vizio ajudarão o Walmart a se aproximar do modelo fechado da Amazon.

É importante notar que pode haver alguma resistência por parte do público em relação à mistura entre publicidade e varejo. Alguns consumidores podem desconfiar de uma possível influência do Walmart na venda dos aparelhos da Vizio. No entanto, as previsões indicam que o chamado “retail media” terá um crescimento anual de 20% até 2027.

A Amazon também está expandindo seus serviços de streaming, adicionando recentemente anúncios ao Prime Video. Essa movimentação oferece uma oportunidade promissora para os anunciantes, já que o Prime Video é considerado um dos maiores serviços de streaming, atrás apenas da Netflix e do YouTube. Por outro lado, alguns clientes não ficaram satisfeitos com essa mudança e consideraram como uma forma de extorsão terem que pagar uma taxa mensal para evitar anúncios.

Inclusive, uma ação coletiva foi iniciada acusando a Amazon de práticas enganosas no Prime Video. Entretanto, analistas têm expectativas otimistas em relação aos resultados financeiros dessa estratégia. Estima-se que nos próximos dois anos a Amazon poderá gerar mais de US$ 3 bilhões em receita publicitária e mais de US$ 1 bilhão em receita de assinatura dos clientes premium que optarem por evitar anúncios.

Em resumo, é interessante perceber que grandes varejistas estão cada vez mais focados na publicidade como uma fonte de receita. Essa mudança no modelo de negócio está se mostrando lucrativa para empresas como Walmart e Amazon, mesmo que isso represente um risco em relação à fadiga de anúncios do público. A tendência é que a publicidade continue desempenhando um papel importante nas estratégias dessas empresas nos próximos anos.

Compartilhe

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Email
Print

Leia mais sobre este assunto:

Conteudize